domingo, outubro 29, 2006

Acredito nas Pessoas...Acredito no Futuro

Cria dar os meus sinceros parabens ao Joel e ao Ruben pelo excelente trabalho de Arquitectura que estão a desenvolver.

Imaginário

Por de trás de um Grande Mulher...

...está uma pessoa íntegra com boas atitudes e metas específicas. Honesta, sincera e trabalhadora. Dura mas justa e sensível. Disciplinada, motivada e concentrada. Boa ouvinte e paciente, mas com determinação. Audaciosa, autorizada e confiante, mas também HULMIDE.

Como é bom falar da minha Mulher,

Imaginário

A capacidade de correspondência

" Se quer conquistar um homem para a sua causa,
primeiro convença-o de que é um seu amigo sincero"

ABRAHAM LINCOLN

Imaginário

quinta-feira, outubro 26, 2006

"Corrida dos Ratos"

"...A criança nasce e vai para a escola. Os pais orgulham-se porque o filho se destaca,tira boas notas e consegue entrar na Universidade. O filho forma-se, talvez faça uma pós-graduação, e então faz exatamento o que estava determinado: procura um emprego ou segue uma carreira segura e tranquila. Encontra esse emprego, quem sabe de médico ou de advogado, ou entra para as Forças Armadas ou para o funcionalismo público. Geralmente o filho começa a ganhar dinheiro, chega um monte de cartões de crédito e começa, as compras, se é que não tinham já começado.

"Com dinheiro para queimar, o filho vai aos memos locais onde vão os jovens, conhece alguém, namora, e às vezes casa. A vida é então maravilhosa porque actualmente marido e mulher trabalham. Dois vencimentos são uma benção. Eles sentem-se bem sucedidos, o seu futuro é brilhante, e eles decidem comprar uma casa,um carro,uma televisão,tirar férias e ter filhos. O desejo concretiza-se. A necessidade de dinheiro é imensa. O feliz casal conclui que as suas carreiras são de maior importância e começa a trabalhar cada vez mais para conseguir promoções e aumentos. Os rendimentos aumentam e vem outro filho...e a necessidade de uma casa maior. Trabalham ainda mais arduamente, tornam-se melhores funcionários. Voltam a estudar para a estudar para obter especialização e ganhar mais dinheiro. Talvez consigam mais um emprego. Os seus rendimentos crescem, mas a taxa de IRS, o imposto predial da casa maior, as contribuições para a Segurança Social e outros impostos tambem crescem. Eles olham para aquele recibo de vencimento alto e interrogam-se para onde vai todo aquele dinheiro. Aplicam em alguns fundos de aforro e pagam as contas do supermercado com cartão de crédito. As crianças já têm cinco ou seis anos e é necessário poupar não só para os aumentos das mensalidades escolares, mas também para a velhice.

O feliz casal, nascido há 35anos, está agora preso na armadilha da Corrida dos Ratos para o resto dos seus dias. Trabalham para o governo,quando pagam os impostos, e para o banco quando pagam cartões de crédito e hipoteca.

Então eles aconselham os filhos a estudar com afinco, obter boas notas e conseguir um emprego ou carreira seguros. Não aprendem nada sobre dinheiro, a não ser com aqueles que se aproveitam da sua ingenuidade e trabalham arduamente a vida inteira. O processo repete-se com a geração seguintes de trabalhadores. Esta é a Corrida dos Ratos"Robert Kiyosaki


Filhos, se algum dia tiverem curiosidade de acederem ao meu blog e de lerem este post, estou "aberto" a falar com vocês sobre este assunto que acho muito importante para o vosso futuro.

Não se esqueçam "O amor ao dinheiro é a raiz de todo o mal" e como diz o vosso avô "O dinheiro não é de quem o ganha mas sim , de quem sabe poupar para a seguir o investir"

Imaginário

Lar-Investimento ou Garantia Financeira?

Diz o dicionário que investimento é" a aplicação de algum tipo de recurso (dinheiro ou títulos) com a expectativa de receber algum retorno futuro superior ao aplicado compensando inclusivamente a perda de uso desse recurso durante o período de aplicação (juros ou lucros, em geral ao longo prazo." Existe um mito urbano que considera a compra ou construção de casa própria como sendo um investimento financeiro.

Se pensarmos na casa como um lar, espaço afectivo e pessoal onde partilhamos os melhores momento da nossa vida, chegamos facilmente à conclusão que este é um bem de primeira necessidade, tal como o é comer, dormir ou “Amar”, por exemplo.

Não digo que é normal, mas é usual as pessoas mudarem de lar pelo menos uma vez na vida e, raras excepções, mudam para melhor. Analisando a evolução do mercado imobiliário dos últimos anos, se comprou uma casa à 5, a probabilidade, agora, de a vender por um preço superior é muita. Olhando de novo para a definição de “investimento” chegamos facilmente à conclusão que houve retorno financeiro.

A questão coloca-se quando comprar outra casa. É que certamente, por ser melhor, vai implicar um esforço financeiro maior, o que quer dizer que o saldo do que recebeu para o dinheiro que gastou vai dar negativo, alem de que se continuar a vender/comprar mantendo a mesma evolução no padrão de qualidade, a probabilidade do seu saldo negativo aumentar é muita.

Resumindo, a compra ou construção de casa própria só pode ser considerado investimento primeiro, quando a vender e segundo, quando comprar uma outra com um valor financeiro inferior à que vendeu. Até lá é uma garantia financeira.

Imaginário

As verdades de hoje...

...são as mentiras do amanhã.

Imaginário.

quarta-feira, outubro 25, 2006

Paixão

"ninguém,excepto os homens de grandes paixões, pode alcançar a grandeza" Mirabeu

Para ser franco, sou um homem que "sente" a paixão.

Imaginário

As decisões do Governo...

...são, tal e qual, iguais a colocar um ovo em pé.
Nunca sabemos para que lado é que cai e a probabilidade de cair duas vezes seguidas para o mesmo lado não é superior a 50% ;-)

Peço se faz favor que não digam ao Socrates que sou EU o,

Imaginário

segunda-feira, outubro 23, 2006

Hoje...

...tal como ontem.Sinto-me bem! E por incrível que pareça nem se quer joguei no euromilhões...ou melhor,nunca jogo! Sátira."Dinheiro sinonimo de felicidade"

A vantagem dos blogs é esta...pode-mos dizer o que nos vai na alma e não, os que os outros esperam ouvir de nós.

Imaginário

"Errar"

Tenho a perfeita noção que quando decido, só me restam dois "caminhos" alternativos, ou acerto ou aprendo.

Por isso é que no meu "Imaginário" reenventei o verbo errar, que passou a ser:

Eu aprendo,
Tu aprendes,
Ele erra
Nós aprendemos,
Vós aprendeis,
Eles erram.

Imaginário

Optimista

"É mais divertido ser optimista.O pessimista é limitado por duvidas, aprisionado por medos,restringido por incertezas. O optimista é libertado pela fé, estimulado pela esperança e encorajado pela confiança." William Arthur Ward

Imaginário

domingo, outubro 22, 2006

Casa Propria - Investimento ou Garantia Financeira?

Diz o dicionário que investimento é" a aplicação de algum tipo de recurso (dinheiro ou títulos) com a expectativa de receber algum retorno futuro superior ao aplicado compensando inclusivamente a perda de uso desse recurso durante o período de aplicação (juros ou lucros, em geral ao longo prazo." Existe um mito urbano que considera a compra ou construção de casa própria como um investimento financeiro.

Se pensarmos na casa como um lar, espaço afectivo e pessoal onde partilhamos os melhores momento da nossa vida, chegamos facilmente à conclusão que este é um bem de primeira necessidade, tal como o é comer, dormir ou “Amar”.

Não digo que é normal, mas é usual as pessoas mudarem de lar pelo menos uma vez na vida e, raras excepções, mudam para melhor. Analisando a evolução do mercado imobiliário dos últimos anos, se comprou uma casa à 5 anos a probabilidade de agora a vender por um preço superior é muita. Olhando de novo para a definição de “investimento” chegamos facilmente à conclusão que houve retorno financeiro.

A questão coloca-se quando compra a seguir outra casa. É que certamente, por ser melhor, vai implicar um esforço financeiro maior, o que quer dizer que o saldo do dinheiro que recebeu para o dinheiro que gastou vai dar negativo. Alem de que se continuar a vender/comprar mantendo o mesmo padrão de qualidade a probabilidade do seu saldo negativo aumentar é muita.

Resumindo, a compra ou construção de casa própria só pode ser considerado investimento, primeiro quando a vender e segundo, quando compramos outra com um valor financeiro inferior. Até lá é uma garantia financeira.

quinta-feira, outubro 19, 2006

Parabens

Hoje ao "incidir" os meus olhos nos teus,
percebi que na vida, por vezes nos esquecemos da razão de viver....
...os filhos!

Parabéns filho

"Incertezas"

Nas incertezas da vida,
trilhamos o caminho,
que nos conduzirá,
ao desejo divino....

Imaginário

E para que fique registado para a posterioridade...

Luis...Parabéns

"Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida..." ;-)

Hoje senti,

que concretizaste o desejo,

que preenchia o teu..

Imaginário

Casa Ideal-Fil

Este ano a minha participação na casa ideal está a dar-me um gozo especial porque estou a "trabalhar" com uns Arquitectos que criaram um conceito de cozinha novo e com o logo "Made in Portugal"

Isto só me leva a uma conclução...havendo investidores a apostar nos criadores portugueses e nas ideia que cá se produzem acredito que a media prazo deixemos de dizer "o futuro de Portugal é o Turismo" para passar a dizer "O futuro de Portugal é o Turismo e a exportação da marca "Made in Portugal".

Ao inicio é uma sensação estranha "falar" atraves de um blog...e tudo o que escrevo parece que não é natural....mas acredito que com o tempo chego lá...

Imaginário

Visto que...

devido às nossas lides profissionais, pouco falamos, tambem podia ser interessante fazer deste blog um espaço de tertúlia.

A seguir vou vos falar...

Imaginário

1ºParágrafo do meu capitulo ;-)

...Quando me surgiu no pensamento a ideia "vou escrever um livro", consegui logo de seguida vislumbrar aquilo que a maior parte da pessoas me iriam responder "You are a crazy man".

1º Ideia

Num dos livros que li...o Autor conta a historia os seus primeiros passos no mundo do trabalho e diz que desde sempre que tinha um desejo..."escrever um livro"...so que o problema dele é que não dominava a escrita...e que uma vez perguntou a uma escritora conhecida qual era o segredo para saber escrever?...e ela respondeu "escrever,escrever,escrever"

Por isso é a escrever que nós aprendemos a "escrever". Por isso não tenham medo de exteriorizar o que lhe vais na alma...e não se esqueçam...nimguem nos conhece por isso temos margem suficiente para escrevermos as babuzeiras que nos vai na mente ;-)


Num dos capitulos gostava de abordar um tema que penso que é bastante pertinente e que julgo que 99% das pessoas sentem a mesma dificuldade que eu senti quando, por exemplo, criei a minha primeira empresa.

As barreiras que temos que ultrapassar até atingir o nosso objectivo, que é a concretização de uma ideia.

E ai gostava de falar sobre quatro pontos que eu penso que são importantes para concretizar as ipara singrar na vida:


1º Quando temos uma ideia por exemplo sobre um negocio, devemos partilhá-la com os familiares, amigos ou colegas de trabalho.

2º Depois devemos analisar as opinioes transmitidas e meditar sobre quais é que são efectivamente construtivas.

3º Sermos persistentes em relação à nossa ideia, e não desistir as primeiras Adversidades.

4ºA quarta teoria e que para mim é a mais importante, se não acreditarmos em nós mais ninguém acredita.

Numca se esqueçam :

“Todos aqueles que conheço são superiores a mim em alguma coisa. Por isso, aprendo com eles.”

Todos temos algo para dar a alguém...

eheheh...pelo menoso word já me corrigiu alguns erros ortográficos...

Imaginário

Escrever um livro

João e Luis

O blogger já está criado...e eu penso que é o melhor meio para descrever-mos as ideias que temos para o tal livro que pertendemos escrever.

Acredito...que no inicio vamos estar com a pica toda...que passado algum tempo vamos deixar de opinar mas que mais tarde ao mais cedo iremos de novo voltar.

Tambem penso que este ciclo se vai repetir ao longo dos proximos anos...mas tenho fé que o livro será acabado....e que pelo menos os nossos filhos irao sentir orgulho nos Pais que têm...

Abraço,

Ricardo